Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Inês Leal

Uma parte da minha historia, passa por aqui!

Inês Leal

Uma parte da minha historia, passa por aqui!

Gerações

Antigamente as pessoas planeavam um futuro, construiriam uma vida a dois conseguiam a bem ou a mal vive la e serem felizes. Casavam tinham filhos, trabalhavam,e sim eram outros tempos!! A bem ou a mal o que interessa é que nos hoje estamos aqui, criados.

A nossa geração vê as coisas de maneira diferente, hoje em dia para tudo à uma desculpa e essa desculpa vem com o propósito de adiar algo, ou porque não estamos bem financeiramente, ou porque não é o momento certo, ou porque mais tarde será melhor" e acabamos por deixar de viver a vida , ou pelo menos,bons momentos, porque assim escolhemos e porque assim os adiamos.

Divido a vida em quatro partes, a parte em que somos crianças, que temos todo o tempo do mundo para brincarmos, o tempo da ilusão em que ainda não sabemos o valor certo da vida. Depois passamos para a fase da adolescência, uma fase temida pelos pais, pois é uma das fases mais importantes do ser humano, pois é nessa fase tomamos os nossos rumos e sabemos as nossas vocações.
Depois passamos para a fase adulta, em que planeamos o nosso futuro, saímos do "colo" dos nossos pais e fazemos por a vida. E por fim a fase da nossa velhice , em que invertemos os papeis e passamos a ser novamente uns bebes mas desta vez com algumas ruguitas.


Mas calma que os tempos mudaram,nesta nova actualidade, isto anda tudo trocado. As crianças deixam logo de ser crianças... "brincar é para os bebes"

 

A adolescência dura quase até aos 35 anos, alias até o cartão jovem agora vai até aos 30 anos, por ai dá para ter a noção.
Dura porque fazemos vida de adolescente até mais não...

Começamos a ver os nossos amigos (e ainda bem) com uma vida feita e olhamos para nos e estamos iguais como estávamos à 10 anos atrás, com a diferença que à 10 anos estudávamos.

Continuamos solteiros,muitos de nos a viver com os pais, com um trabalho a poucas horas ou para outros sem trabalho até devido à falta dele. Mas basicamente o objectivo é trabalhar menos e ganhar mais, para podermos sair ao fim de semana, comprar roupinhas da moda, ir jantar a bons restaurantes, viajar, ir a depilação ao cabeleireiro e a todas essas coisas fúteis que nos fazemos. Para isso temos dinheiro e ele chega.

Desculpa mo nos muitas vezes com a crise. A crise não nos deixa fazer nada,mas damos por nos a comprar ou a gastar mais dinheiro do que se calhar aquele que deveríamos, invés de começar a poupar para ganhar alguma estabilidade a nível pessoal.

Por vezes paramos e pensamos...com esta idade ainda não tenho nada, e os meus pais já tinham construído tanto.
Mas nada de mais. É um pensamento rápido, talvez de uma culpa não assumida, mas  rapidamente voltamos a  esquecer, não queremos dar muita importancia a isso. Temos tempo.

Andamos tristes, tentamos saber o motivo, debatemos com tudo aquilo que fazemos no dia a dia e não chegamos a conclusão alguma. Temos tudo. Mas ao mesmo tempo falta nos algo.
Começa mo nos a cansar de viver sempre das mesmas rotinas e queremos mudar, mas como? Não dá. "O dinheiro nem chega para quase nada" supostamente.

Ter filhos,esse é um dilema que muitas mulher de hoje em dia de submetem.

- "Deus me livre ter filhos com 27 anos"

- "Eu quero é viver a vida, nem quero pensar nisso por agora!!"

- "A vida está tão mal para ter filhos, mal dá para nos"

Entre muitas coisas... e quando oiço isto penso o quanto o ser humano consegue estar preso e limitar a vida por desculpas tão fracas,tão inexistentes. Existe melhor coisa que ser mãe ou pai? Melhor que comprar roupas, melhor que sair a noite. O que vai impedir uma criança que nos façamos a vida como fazíamos? Posso viajar na mesma, posso sair na mesma, posso ir jantar na mesma...Mas melhor que tudo isso é termos aquele conforto, aquilo que nos pertence e que veio de nos. Aquilo que foi fruto do nosso amor. E pior que tudo isso, é queremos ser mães e não podermos, ou perdermos. 

 

Enfim...

Todos nos temos uma historia e para cada historia um dilema de vida. E todos nos temos razão e somos donos do nosso pensamento. Porque esse ninguem nos rouba...

 

Boa semana para vocês!!!

 

Inês Leal

 

926362_270954636401134_1494052517_n.jpg